Bolsonaro avalia mudar nome do Bolsa Família para ‘Auxílio Brasil’

Foto: Agência Brasil

O Globo

0 presidente Jair Bolsonaro decidiu que o novo Bolsa Família deve se chamar “Auxílio Brasil”, segundo fontes do governo federal. A ideia é remeter à continuidade do auxílio emergencial, embora a reestruturação do programa deva atender menos famílias.

A estratégia do nome, definido nos últimos dias, é mostrar que o auxílio emergencial foi uma marca do governo Bolsonaro na área social e será tornado “permanente”. O auxílio, que hoje tem valor médio de R$ 250 e atende 45,6 milhões de beneficiários, será pago até outubro deste ano. O Bolsa Família atende cerca de 14,6 milhões de famílias.

A Medida Provisória que cria o programa deve ser assinada pelo presidente até o fim dessa semana. A reestruturação elaborada pelo Ministério da Cidadania inclui outros programas sociais no futuro “Auxílio Brasil”, como uma bolsa creche e um benefício voltado especificamente para produtores rurais.

O valor médio do novo benefício ainda não está definido porque depende do espaço fiscal previsto no Orçamento de 2022, objeto de estudos da equipe econômica. O presidente citou algumas vezes a meta de que o valor médio seja de R$ 300.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.