Campanha Adote Obras da Coleção Mossoroense distribui livros gratuitamente para leitores

Foto: Allan Phablo/PMM

Da Secom/PMM

Com objetivo de promover a leitura, a campanha Adote Obras da Coleção Mossoroense iniciou a distribuição gratuita de exemplares de livros. Os leitores mossoroenses e de outras cidades poderão adotar obras literárias de várias temáticas que contam a história de Mossoró e de municípios do Rio Grande do Norte. Serão distribuídos em torno de 2 mil exemplares excedentes do acervo da Coleção. A iniciativa é da Fundação Vingt-un Rosado em parceria com a Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte e conta com apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

De acordo com Eriberto Monteiro, que é colaborador da Fundação Vingt-un Rosado, a campanha surgiu da necessidade da entidade em organizar o acervo e presentear a população com os livros excedentes publicados ao longo dos mais de 70 anos de existência da Coleção Mossoroense.

“A campanha nasceu a partir do momento em que a gente quis tornar o cidadão mossoroense, norte-riograndense e aqueles interessados guardiões da Coleção igualmente a Fundação. Então, estamos disponibilizando as obras do excedente para que essas pessoas tenham acesso, conheçam a história de Mossoró, conheçam a história do Rio Grande do Norte através das páginas da Coleção Mossoroense”, destacou Eriberto Monteiro.

Os livros disponibilizados para adoção são das mais variadas temáticas que mostram a diversificação do acervo da Coleção Mossoroense. Os interessados podem escolher as obras na sede da Fundação Vingt-un Rosado, localizada no 3º andar da Biblioteca Municipal, na Praça da Redenção, Centro de Mossoró. Parte dos livros está disponível no hall de entrada da Biblioteca. A adoção das obras é feita por agendamento no WhatsApp (84) 98686-0520 em horário comercial ou por meio do sistema autoatendimento mediante as instruções adotadas durante a campanha, das 8h às 17h30, de segunda a sexta-feira.

“A gente disponibiliza parte desse acervo no sistema de autoatendimento. Então, o interessado deve se deslocar até o local onde acomodamos o material e lá poderá escolher a obra do seu interesse. A pessoa vai escolher o material. A campanha Adote Obras da Coleção Mossoroense tem esse objetivo para que o interessado possa salvaguardar todo esse material. A gente não comercializa esse tipo de obra. A gente funciona das 8h às 17h30. Os interessados podem chegar neste horário e escolher. O que a gente solicita é que a pessoa faça a escolha conforme o seu critério de interesse, não levar qualquer obra. A gente não está limitando a quantidade, mas espera que cada um seja consciente e só leve o necessário para a sua pesquisa e seus estudos, o material do seu interesse”, orientou o colaborador.

A campanha Adote Obras da Coleção Mossoroense tem atingido diversas localidades do Rio Grande do Norte e conta com participação de leitores de outros estados. O funcionário público, escritor e pesquisador Edilson Segundo também é voluntário da campanha. Ele atua na organização do acervo que poderá ser adotado pelos leitores. Para o voluntário, a iniciativa de promover o acesso às obras da Coleção Mossoroense é importante.

“Acho bastante louvável porque a Coleção Mossoroense é um dos patrimônios da cidade e infelizmente poucas pessoas daqui de Mossoró sabem o real valor da Coleção. Por essa razão, eu acredito que seja um estímulo à leitura que com o passar dos anos vem sempre diminuindo. Acho essa iniciativa bastante válida justamente por conta disso”, ressaltou Edilson Segundo.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.