Servidores da Saúde de Mossoró vão realizar ato público

Foto: De Fato

Em assembleia realizada nesta terça-feira, 23, os servidores municipais da Saúde, que integram o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM), marcaram um ato em protesto contra a retirada de direitos da categoria, para o dia 30 de novembro, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Belo Horizonte.

A categoria reivindica a suspensão da portaria nº 676/2021, publicada no dia 10 de novembro, pela Prefeitura de Mossoró (PMM), que retira destes profissionais o adicional de insalubridade Covid-19. Esse adicional é previsto para os profissionais que exercem atividades na linha de frente ao combate à doença, que matou milhares de pessoas no estado.

De acordo com a categoria, não é justo que esse benefício seja retirado em um momento em que muitos profissionais ainda estão atuando na linha de frente contra a Covid-19. 

A assembleia dos servidores da saúde teve grande participação da categoria, com a prevenção de agentes de combate às endemias (ACE), agentes comunitários de saúde (ACS), técnicos de enfermagem, dentistas, fisioterapeutas e outros segmentos da saúde.

Apesar da diversidade das profissões, todos concordaram quanto à insatisfação com a retirada dos direitos, além das várias denúncias sobre as más condições de trabalho.

Portal de Fato.com

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.