Faleceu aos 87 anos o cardeal Cláudio Hummes

Imagem: Vatican News

O cardeal franciscano faleceu nesta segunda-feira. Seu longo ministério foi dedicado, em particular, ao acompanhamento dos povos indígenas, do qual trouxe a voz ao Sínodo para a Região Pan-Amazônica em 2019.

Com uma nota de “pesar e esperança”,  o cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, comunicou o falecimento nesta segunda-feira, 4 de julho, do cardeal Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero:

Comunico, com grande pesar, o falecimento do Eminentíssimo Cardeal Cláudio Hummes, Arcebispo emérito de São Paulo e Prefeito emérito da Congregação para o Clero, no dia de hoje, com a idade de 88 anos incompletos, após prolongada enfermidade, que suportou com paciência e fé em Deus. O médico Dr. Rodrigo Paulino constatou a morte do Cardeal, ocorrida um pouco após às 9h da manhã de 04/07/2022. Nascido em Salvador do Sul (RS), em 08.08.1934, entrou na vida religiosa da Ordem Franciscana dos Frades Menores; recebeu a ordenação sacerdotal em 3 de agosto de 1958 e a ordenação episcopal em 25 de maio de 1975. Foi bispo diocesano de Santo André (SP), Arcebispo de Fortaleza e Arcebispo de São Paulo. Foi feito membro do Colégio Cardinalício pelo Papa São João Paulo II no Consistório de 21 de fevereiro de 2001. De 2006 a 2011 trabalhou ao lado do Papa Bento XVI em Roma, como Prefeito da Congregação para o Clero. De volta ao Brasil, ocupou a função de Presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, da CNBB, e da recém criada Conferência Eclesial da Amazônia (CEAMA). Convido todos a elevarem preces a Deus em agradecimento pela vida operosa do falecido Cardeal Hummes e de sufrágio em seu favor, para que Deus o acolha e lhe dê a vida eterna, como creu e esperou. Deus acolha em suas moradas eternas nosso irmão falecido, cardeal Cláudio Hummes, e faça brilhar para ele a luz eterna. Seu corpo será velado na Catedral Metropolitana de São Paulo, onde serão celebradas Santas Missas em diversos horários a serem oportunamente divulgados.

Também o arcebispo do Rio de Janeiro, card. Orani João Tempesta, lamentou a morte de Dom Cláudio com estas palavras:

“Neste momento em que o Cardeal Hummes volta para o Pai, a Nossa Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, reza pelo seu repouso eterno. Para que possa contemplar a visão beatífica e o amor misericordioso do Pai. Que aqueles que desfrutam da sua amizade próxima, seus familiares, a arquidiocese de São Paulo, as congregações romanas que ele presidiu e serviu e em especialmente os povos da Amazônia, a quem também serviu na recém criada Conferência Episcopal da Amazônia, possam experimentar a nossa fraternidade solidária e nosso abraço fraterno. Que a esperança esteja cada vez mais presente no coração de todos.”

Trajetória

No seu brasão episcopal lê-se “Omnes vos fratres” (Vós sois todos irmãos), ecoando a expressão de São Francisco de Assis, “Fratelli tutti”, que inspirou também a última encíclica do Papa. Outro sinal evidente daquela unidade de propósitos e pensamento que o ligava ao outro Francisco, o Pontífice reinante, cujo nome foi fruto de sua sugestão.

Fonte: Vatican News

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.