Caso suspeito de varíola dos macacos em Mossoró

Imagem: Reprodução

Está em investigação o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos em Mossoró/RN. Um laboratório particular da cidade coletou o exame para monkeypox em um homem nessa terça-feira (2). Ele teria histórico de viagem. Este caso de Mossoró ainda não está oficialmente no sistema da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

A secretaria municipal de saúde está em alerta. A secretária diz que ouviu os rumores de um caso suspeito na cidade mas que ainda não recebeu notificação. Se confirmar este seria o terceiro caso de contaminação pelo vírus monkeypox, conhecido por varíola dos macacos, no Rio Grande do Norte.

Segundo o último relatório do Centro de Informação Estratégica em Vigilância em Saúde, emitido no dia 3 de agosto, o Estado tem 18 casos suspeitos em sete cidades. As cidades com casos suspeitos são: Ceará-Mirim (1), Macaíba (1), Natal (9), Parnamirim (4), São Gonçalo do Amarante (1) e um caso o potiguar está morando em Portugal. São dois casos confirmados e outros 10 foram descartados.

Na última segunda-feira (01) a SESAP emitiu notas de alerta sobre varíola dos macacos, com recomendações para empregadores e trabalhadores de hotéis e motéis.

O Hospital Rafael Fernandes é o local de referência para internação de monkeypox para os casos de Mossoró e região. De acordo com Dr. Leonardo Meneses, diretor do hospital, a unidade hospitalar já tem leitos prontos para receber os casos que precisarem de internação.

Em portaria o município deveria disponibilizar testagem para monkeypox pelo serviço público. O Estado vai treinar uma equipe em Mossoró para realizar os exames até a próxima terça-feira (9). O Laboratório Central já está com material disponível e as coletas serão realizadas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Belo Horizonte.

Fonte: Portal Potiguar

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.