Audiência Pública discute importância e modelo de gestão do Hospital da Mulher

Foto: Agecom/Uern

Da Agecom/Uern

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) promoveu nesta quinta-feira (5) uma audiência pública na Câmara Municipal de Mossoró sobre a importância do Hospital da Mulher Maria Parteira. A obra está sendo construída pelo Governo do Estado em terreno doado pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). A audiência foi uma proposição do deputado Souza Neto.

Um dos objetivos da iniciativa, conforme Souza, foi discutir o modelo de gestão. A secretária adjunta de Saúde, Maura Sobreira, explicou que o equipamento já nasce como hospital de ensino e a intenção é habilitá-lo para atuar na formação dos profissionais de saúde. É nesse sentido que o papel das Universidades é considerado crucial.

A secretária Maura Sobreira explicou que um grupo de trabalho foi instituído em 21 de junho deste ano, com o papel de definir o modelo de atenção, carteira de serviço e modelo de gestão. A Uern integra esse grupo.

A Uern vem atuando como parceira do Governo do Estado desde o início das discussões. “A Universidade enxergou a dimensão social e o alcance dessa obra desde que as primeiras discussões foram realizadas. Um gesto foi a doação do terreno que fica ao lado do Campus Central para construção do hospital”, afirmou a reitora em exercício Fátima Raquel, ressaltando que a Universidade fez parte das visitas técnicas e continua contribuindo na construção do modelo de gestão.

Reitora em exercício da Uern, profa. Fátima Raquel, e reitora eleita e nomeada, profa. Cicília Maia

A reitora eleita, profa. Cicília Maia, prestigiou a solenidade e fez questão de ressaltar o potencial universitário de Mossoró, daí a importância de inserir as universidades em projetos que viabilizam o desenvolvimento social e econômico da região.

Atento às discussões, o estudante de Medicina Luiz Gabriel fez questão de acompanhar a solenidade. Para ele, o Hospital da Mulher representa a concretização de um sonho. “É um alento na luta diária que muitos professores, técnicos e alunos travam com o objetivo de desenvolver os estudos. Sem falar no impacto social para a região. Na área de pediatria tem muitos exames que precisam ser realizados em Natal, finalmente teremos esse hospital”, afirmou Luiz Gabriel.

A audiência reuniu representantes do Governo, prefeituras, Uern e profissionais da saúde. Além do deputado Souza Neto, que presidiu a solenidade, a deputada Isolda Dantas também participou da audiência. A estrutura do hospital foi apresentada pelo secretário de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro. Diversas autoridades políticas e de saúde falaram sobre a importância do equipamento de saúde e seu impacto positivo para pacientes de Mossoró e municípios vizinhos.

Saiba mais

O Hospital da Mulher será referência à rede de Saúde Pública do Rio Grande do Norte e prestará atendimento à gestação de alto risco, urgência obstétrica e ginecológica, cuidados neonatais, assistências cirúrgicas neonatal, entre outros. O Hospital da Mulher também terá assistência ambulatorial, pronto-socorro, UTI, centro obstétrico com salas de parto humanizado, banco de leite humano e serviços de suporte às mulheres vítimas de violência.

O complexo contará com 163 leitos, sendo 118 de internação e 45 leitos destinados a outros serviços, como urgências. Receberá pacientes de mais de 60 municípios e terá capacidade para cerca de 20 mil atendimentos ao ano. O investimento é de R$ 104 milhões, recurso viabilizado através do Governo Cidadão, junto ao Banco Mundial, as obras estão 27% concluídas.

Hospital da Mulher deverá ser inaugurado em 2022

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.